Haddad diz ter testemunha de campanha irregular de Bolsonaro

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, disse nesta quinta-feira que sua campanha sabia que havia “dinheiro sujo” por trás da campanha de difamação que vem sofrendo e afirmou ter testemunhas de que seu adversário, Jair Bolsonaro (PSL), pediu financiamento e empresários para mensagens no WhatsApp.

Em entrevista coletiva, Haddad disse que pode haver centenas de milhões de reais despejados ilegalmente na campanha de Bolsonaro, atesta o Terra.

Na edição desta quinta-feira, o jornal Folha de S. Paulo revela que empresários têm bancado a compra de distribuição de mensagens contra o PT por Whatsapp, em uma prática que se chama pacote de disparos em massa de mensagens, e estariam preparando uma operação para a próxima semana, antes do segundo turno.

18/10/2018