Corregedoria debate implantação do Selo Digital de Fiscalização

A implantação do Selo Digital de Fiscalização nas Serventias Extrajudiciais (cartórios) de Alagoas, que visa aprimorar a segurança dos atos praticados por meio de um conjunto de soluções tecnológicas, foi debatida na última quarta-feira (5), na Corregedoria-Geral da Justiça. O modelo desenvolvido pelo Poder Judiciário da Paraíba será utilizado como referência, adequado às demandas locais, segundo a Diretoria Adjunta de Tecnologia da Informação (Diati) do Tribunal de Justiça do Estado.

    O corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Lima, afirmou que a implantação do Selo Digital vai dinamizar o trabalho nos cartórios e ressaltou a importância do recadastramento das serventias, realizado pela Corregedoria-Geral da Justiça no primeiro semestre deste ano.

    O presidente da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen), Cleomadson Abreu, afirmou que o sistema deverá ser utilizado por todos os cartórios do Estado, garantindo um melhor funcionamento para atender a demanda.

    A juíza auxiliar da Corregedoria, Laila Kerckhoff, bem como os juízes Maurício Brêda e Alexandre Lenine, respectivamente presidente e coordenador administrativo da Comissão Gestora do Fundo de Modernização do Poder Judiciário (Funjuris), o diretor da Diati, José Baptista, o servidor Cleógenes Rizzo e representantes de cartórios participaram da reunião.

07/07/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *