João de Deus abusou da própria filha quando era menor de idade, diz revista

Dalva Teixeira, filha de João de Deus, é mais uma mulher que acusa o médium de abuso sexual, segundo a revista Marie Claire. Ela está escondida e é representada pelo advogado em um processo movido este ano e que corre sob sigilo em Goiás.

De acordo com a publicação, Dalva foi estuprada pelo médium quando ainda era menor de idade e, atualmente, pede uma indenização de R$ 50 milhões, além de uma reparação por danos morais sofridos em razão de contínuos abusos. A Marie Claire ainda diz que os filhos de Dalva entraram com um processo contra o próprio avô em 2017, para defender a mãe, mas acabaram obrigados a gravar um vídeo desmentindo a acusação.

João de Deus já foi acusado de assédio sexual em 2010, mas acabou absolvido por falta de provas. A revista Época afirma que ele também foi acusado de atentado ao pudor, assassinato e contrabando de minério, mas nunca julgado culpado.

A revista Marie Claire procurou o advogado que representa João de Deus no processo, mas não recebeu retorno até a publicação da matéria. Na última semana, 25 mulheres denunciaram o médium por abusos sexuais durante décadas, inclusive quando algumas delas eram menores de idade. As denúncias foram feitas em programas da TV Globo.

11/12/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *