Ministro Marx Beltrão apresenta plano Brasil + Turismo ao trade alagoano

Medidas para alavancar o setor foram detalhadas em reunião com principais entidades da cadeia turística alagoana

O ministro do Turismo se reuniu com os empresários do trade turístico para apresentar o plano Brasil + Turismo, pacote de medidas para impulsionar o setor de viagens no país. Em seu discurso, o ministro anunciou dados de contratos em obras por meio do Ministério do Turismo, com o estado de Alagoas são 26 obras e nos municípios alagoanos 269 obras. Os recursos somam R$ 617 milhões de reais em obras de infraestrutura turística.

O evento promovido pelo Conselho Maceió Convention, formalizou documento entregue pelo presidente de conselho, Glênio Cedrim, ao ministro Marx, consolidando a pauta de trabalho junto do trade.  Foram anunciados também os avanços no Mapa do Turismo, que passou de 28 para 62 cidades de Alagoas contempladas com a atualização, um crescimento de 120%. Este instrumento permite acesso a recursos federais para desenvolver o setor.

“Lançamos o Brasil Mais Turismo com o objetivo de gerar empregos no país e, hoje, estamos tendo a oportunidade de mostrar esse plano para os empresários alagoanos, e destacar Alagoas dentro desse crescimento econômico nacional. Os investimentos anunciados são primordiais para esse avanço. Lugar bom para se visitar tem que ser antes de tudo lugar bom para se viver. Estamos apresentando melhorias para que as políticas municipais de turismo aconteçam”, afirmou Marx.

“O encontro superou as nossas expectativas e as ações de qualificação profissional são essenciais para receber nossos turistas, como vimos numa das ações do plano.  A promoção dos destinos do Brasil e de Alagoas vai fortalecer o mercado que busca meios para alavancar todo o trade e aumentar o fluxo no estado”, destacou Glênio.

Marx também pontou os investimentos de melhor infraestrutura no Porto de Maceió, na ordem de R$ 80 milhões, ao lado do ministro Maurício Quintella, de Transportes, Portos e Aviação Civil, para fazer a dragagem da área. Estruturar o local para receber navios de carga e novo terminal turístico para receber os passageiros, como um das metas de trabalho para atrair mais turistas.

Dentre os temas pautados,  o ministro destacou o país como sétimo maior mercado de Aviação Civil do mundo e apenas quatro companhias operando viagens nacionais. “Precisamos de mais competitividade e receber mais voos, rotas e destinos. Temos 190 aeroportos com condições de receber voos diários e apenas 130 estão fazendo isso”, conclui Marx.

Ascom – 10/07/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *