Palmeiras libera Guerra para cuidar do filho e Borja vira dúvida

O Palmeiras se reapresentou na Academia de Futebol após a viagem a Guayaquil sem o meia Alejandro Guerra. Ele está liberado para acompanhar de perto a recuperação de seu filho, Assael, de três anos, que está internado na UTI do Hospital Albert Einstein do Morumbi após se afogar na piscina de casa. O venezuelano não viajará para enfrentar o Cruzeiro, às 16h de domingo, no Mineirão.

– Cara, quando você tem um filho que passa por uma situação daquelas qualquer outra coisa é secundária. O Guerra nem aqui está, e nem pode. Tem que estar com o filho, que ainda está na CTI, sob cuidados. Primeira coisa é a família, depois ele recupera o que tiver de recuperar. Só a gente que estava lá para saber como ele estava, correndo de um lado para outro. Só quem é pai sabe o que se passa nesse momento. É um quadro que requer cuidado – disse Cuca, nesta sexta-feira.

A pedido da família, o hospital não está divulgando boletins sobre o estado clínico do pequeno Assael. O acidente aconteceu na noite de terça-feira, e Guerra retornou de Guayaquil na quarta-feira, antes do jogo contra o Barcelona (ECU), diz o MSN.

É possível que o atacante Miguel Borja também desfalque a equipe em Belo Horizonte. Ele chegou do Equador passando mal, na noite de quinta-feira, e teve de ir a um hospital.

– Ontem o Borja ficou até meia-noite no hospital com o doutor, teve uma inflamação intestinal, passou mal na chegada e deixou até o passaporte lá no aeroporto de tão mal que ficou – explicou Cuca.

O técnico ainda não sabe se escalará todos os seus titulares. Juninho está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Outros desfalques são Jean, que se recupera de um desgaste no joelho, e Felipe Melo. O volante fez sua primeira atividade com bola desde que machucou a coxa direita, mas ainda em fase de transição, com carga programada.

– Ele tem a fratura na mão ainda. Ele está em condicionamento, mas não tem condição de jogo. Isso aí ainda requer tempo.

08/07/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *