Um terço dos líderes no Congresso responde a inquéritos no STF

b1420c72-513f-4578-b630-ec153bb57b6f

Que Congresso Nacional é esse?

Um terço dos líderes na Câmara dos Deputados e Senado Federal está sob investigação criminal no Supremo Tribunal Federal (STF), revela o portal de notícias Congresso Em Foco. Dos 30 líderes escolhidos na Câmara dos Deputados, pelo menos nove estão na mira do Supremo. Eles acumulam 17 inquéritos e ações penais.

Da bancada de Alagoas, além dos senadores Collor (PTB), Renan Calheiros (PMDB) e Benedito de Lira (PP), e do deputado Arthur Lira (PP) constarem da lista de denunciados e investigados na Lava Jato, que apura corrupção na Petrobras, o líder do PR na Câmara Federal, Maurício Quintella, também responde inquérito no STF, por peculato. Segundo Quintella, esse inquérito já se arrasta por 12 anos, sem julgamento da ação, e a sua expectativa é que a denúncia seja arquivada.

Collor e Biu de Lira já foram denunciados pela Procuradoria-Geral da República por corrupção e lavagem de dinheiro e integram a lista dos oito líderes no Senado da República. Segundo Rodrigo Janot, procurador-geral da República, há fortes elementos de que Collor e Lira receberam propina em troca de contratos na Petrobras. Janot já oficializou ao STF pedido para que os dois senadores percam o mandato parlamentar.

O Supremo sequestrou no início desta semana R$ 4,2 milhões de bens do senador Biu de Lira e de seu filho Arthur Lira. Em 2015, Collor chegou a ter sua frota de carros de luxo apreendida por vários meses.

Para completar o desastre, o senador Delcídio Amaral (PT-MS), em liberdade condicional, vai voltar ao plenário do Congresso Nacional para propor, apreciar, votar e aprovar leis para o país e para os brasileiros.

É de se perguntar.

Que Brasil é esse que temos? E que Brasil, teremos?

Em tempo: marcado para a próxima quinta-feira, 3 de março, os depoimentos do ex-presidente Lula, sua esposa Dona Marisa Letícia, e seu filho Lulinha ao Ministério Público de São Paulo, sobre o apartamento triplex em Guarujá (SP) e a reforma do sítio em Atibaia (SP). Os três receberam ontem a intimação.

Cada Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *